Coordenador do NEPE, PIBID de Geografia -FBJ, CoordenadorMestre e Doutor (Phd) em Geografia - UFPE

Minha foto

Doutor em Geografia (stricto sensu) - Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2012); Mestre em Gestão e Politicas Ambientais (stricto sensu) - UFPE (2009); Especialista em Ensino Superior de Geografia (lato Sensu) - Universidade de Pernambuco - UPE (1998); Licenciatura Plena em Geografia - Centro de Ensino Superior de Arcoverde - CESA (1985);   Coordenador do PIBID - Geografia Professor; Orientador de Trabalhos de Conclusão de Curso - TCC, na Graduação e Pós-Graduação (Latu Sensu).

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Josué de Castro - Cidadão do Mundo



JOSUÉ DE CASTRO

Josué Apolônio de Castro, mais conhecido como Josué de Castro (1908-1973), foi um influente médico, nutrólogo, professor, geógrafo, cientista social, político, escritor, ativista brasileiro que dedicou sua vida ao combate à fome. Recomendações que visite o projeto memoria e busque toda as informações sobre sua vida em: http://www.projetomemoria.art.br/JosuedeCastro/



Agora, após 40 anos de sua morte, em Paris, o Brasil ainda se esquiva de discutir o problema social da fome, por isso devemos  relembra seus artigos, ensaios, palestras e trabalhos científicos. 

Nós geográfico temos a obrigação de mante vivo a memoria dessa grande brasileiro e amante da Geografia da Fome, nós na qualidade de geógrafos críticos ante o mundo capitalista consumista, devemos sempre lembra e resgatar a historia de sua vida e  obra deste grande brasileiro defensor da paz, do meio ambiente, de sua gente e que deixou uma história de luta a ser seguida e admirada pelas gerações futuras, e que deveria ser sempre lembrado, uma vez que a fome ainda persiste.


Passados mais de 40 anos após sua morte o mundo mudou, mas a morte por fome ainda é uma realidade, porém relatório divulgado neste ano pela FAO revela que a redução da fome no Brasil foi de 54,3% nas últimas duas décadas. Os dados apresentam uma redução de brasileiros subnutridos de 15% para 6,9% da população nesse período. Esse progresso permitiu ao país ser incluído na lista de nações que alcançaram antecipadamente a meta dos Objetivos do Milênio da ONU de reduzir pela metade o número de pessoas com fome até 2015.

Hoje com o advindo na modernidade as comunicações evoluíram e há hoje centenas de artigos, livros, videos disponível sobre a vida de Josué de Castro e sua contribuição para a Geografia. Infelizmente há inúmeras pessoas formadas em Geografia que desconhece a sua vida e sua maior obra escrita: A GEOGRAFIA DA FOME.


Josué de Castro na condição de  médico, professor, geógrafo, sociólogo e político, fez de sua vida um bandeira na luta contra a fome. Nascido em Recife em 1908, em Pernambuco, foi autor de inúmeras obras, apresentando ideias revolucionárias para a época, dominado pelas ideais Malthusianas as quais combateu veementemente, destaca-se como os primeiros conceitos sobre o desenvolvimento sustentável. 

Aos 38 anos de idade, Josué de Castro publica sua obra de maior repercussão, Geografia da fome, que veio a ser traduzida em mais de 25 idiomas. Este livro, de 1946, é uma referência fundamental no estudo do tema, e logo foi reconhecido com o Prêmio Pandiá Calógeras, da Associação Brasileira dos Escritores e com o Prêmio José Veríssimo, da Academia Brasileira de Letras. Assim, Josué explica o objetivo de seu trabalho:


Neste nosso ensaio de natureza ecológica tentaremos, pois, analisar os hábitos alimentares dos diferentes grupos humanos, ligados a determinadas áreas geográficas, procurando, de um lado, descobrir as causas naturais e as causas sociais que condicionaram o seu tipo de alimentação, com suas falhas e defeitos característicos, e, de outro lado, procurando verificar até onde esses defeitos influenciam a estrutura econômico-social dos diferentes grupos estudados. Assim fazendo, acreditamos poder trazer alguma luz explicativa a inúmeros fenômenos de natureza social até hoje mal compreendidos por não terem sido levados na devida conta os seus fundamentos biológicos".
Fonte: Projetomemoria