Coordenador do NEPE, PIBID de Geografia -FBJ, CoordenadorMestre e Doutor (Phd) em Geografia - UFPE

Minha foto

Doutor em Geografia (stricto sensu) - Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2012); Mestre em Gestão e Politicas Ambientais (stricto sensu) - UFPE (2009); Especialista em Ensino Superior de Geografia (lato Sensu) - Universidade de Pernambuco - UPE (1998); Licenciatura Plena em Geografia - Centro de Ensino Superior de Arcoverde - CESA (1985);   Coordenador do PIBID - Geografia Professor; Orientador de Trabalhos de Conclusão de Curso - TCC, na Graduação e Pós-Graduação (Latu Sensu).

terça-feira, 9 de setembro de 2014

RESUMO - MAPEAMENTO DA BACIA HIDROGRÁFICA URBANA DE BELO JARDIM: DELIMITAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM URBANA E IDENTIFICAÇÃO DE ÁREAS DE INUNDAÇÃO

I  SIMPÓSIO ESTADUAL DE ENSINO PESQUISA E EXTENSÃO DA AEB
I ENCONTRO INSTITUCIONAL DO PIBID/FABEJA
I ENCONTRO INSTITUCIONAL DO PROUPE/AEB

11  a 14 de novembro de 2014
Local: Autarquia de Ensino Superior de Belo Jardim- AEB 
www.aeb.edu.br 



AUTORES: Prof.Dr.Natalicio de Melo Rodrigues.
FILIAÇÃO: Faculdade de Ciências Humanas e Aplicadas de Belo Jardim-PE – FABEJA, Departamento de Geografia, NEPE – Nucleo de Pesquisa e Extensão






MAPEAMENTO DA BACIA HIDROGRÁFICA URBANA DE BELO JARDIM:
DELIMITAÇÃO DE REDE DE DRENAGEM URBANA 
E IDENTIFICAÇÃO DE ÁREAS DE INUNDAÇÃO

RESUMO 


A cidade de Belo Jardim localizada na Mesorregião do Agreste Pernambucano, Microrregião do Vale do Ipojuca, tem seu sítio urbano quase que totalmente inserido sobre a Bacia do Bitury recorte menor da Bacia do rio Ipojuca. Em área de geomorfologia diversificada, revelar-se em diversas formas de relevo, a Sul predomina áreas de pediplanos e pedimentos, contrastando com as escarpas do Lineamento Pernambucano a Norte, por sua vez no centro áreas de pedimentos e paleoterraços de inundação que drena em direção a Bacia do rio Ipojuca. Nesse completo geomorfológico se sobressai à rede de drenagem da Sub-bacia do Bitury aonde se desenvolveu a marcha urbana da cidade. Com a expansão da mancha urbana parte dessa rede de drenagem está comprometida na eficiência de escoamento, essa complexa e desordenada ocupação urbana redirecionou a rede de drenagem criando assim rotas de colisão e obstrução da drenagem natural. Essa condição se deve em parte e pelos constantes aterros e ocupações realizados em seu entorno ao longo de um escala temporal pouco conhecida. O problema se torna mais visível em estações chuvosas quando ocorrem as precipitações pluviométricas, condição em que a cidade é submetida por inundações o que denotam ausência de programas de dragagem dos canais e drenagem de todo o sistema. Entre os pontos críticos de alagamentos catalogados pela pesquisa, estão os corredores de tráfego, como é o caso de avenidas e ruas no entorno das margens do Rio Bitury, como por exemplo, o pátio da Feira. O discurso da pesquisa envolve conceitos e categorias de analise aplicadas a uma bacia hidrográfica urbana, e  perpassam obrigatoriamente pelo entendimento do ciclo da água, fatores físicos que caracterizam uma bacia hidrográfica: Uso do solo, Tipo, Área, Forma, Declividade, Elevação, Declividade do Curso D’água, Tipo da Rede de Drenagem, Densidade de drenagem, etc. O que se propõe com esse projeto, é mapear delimitando e mensurando os paramentos utilizados para analise de uma bacia hidrografia urbanos aplicados a Sub-bacia do Rio Bitury, elucidando a rede de drenagem e suas áreas de inundação. Para alcançar os objetivos desse projeto de pesquisa, se faz necessário recorrer a estratégica que delimite e identifique os divisor de águas o seu limite físico e as ocupações no entorno. Outrora obtidos tradicionalmente através de cartas cartográficas, os limites de uma bacia hidrográfica podem ser traçados automaticamente com o uso de software GoogleEarth, permitindo uma visualização realística em três dimensões das características geográficas naturais da área pertencente a sub-bacia do Bitury e a área urbana ocupada. Essa técnica com auxilio do conhecimento teórico da Geografia especificamente na subárea da hidrogeografia, possibilita delimitar interativamente a bacia a través do traçado de seu divisor de águas, embora  automática, tem seu  georeferenciado no software denominado GPS TrackMaker.

Palavras-chave: Bacia hidrográfica urbana, delimitação,  GoogleEarth.


MAPPING THE BASIN OF URBAN OF BELO JARDIM-PE:
LIMITATION OF URBAN DRAINAGE NETWORK AND IDENTIFICATION OF AREAS OF FLOODING



The city of Belo Jardim-PE located in the Wasteland Mesoregion Pernambucano, Microrregião Valley Ipojuca, has its urban site almost entirely inserted on the basin of the lower cut Bitury Ipojuca River Basin. In the area of ​​diverse geomorphology, reveal themselves in various forms of relief, the South dominated areas pediplanos and pediments, contrasting with the Pernambuco Lineament escarpments of the North, turn in downtown areas and pediments paleoterraços flood that drains toward Ipojuca River Basin. In this complete geomorphological stands to drainage network of Sub-basin where Bitury developed urban city march. With urban expansion part of the drainage network is compromised in the efficiency of flow, this complex and cluttered urban occupation redirected the drainage network thus creating routes collision and obstruction of natural drainage. This condition is partly constant and the landfills and occupations conducted in their surroundings over a little-known time scale. The problem becomes more visible in rainy seasons occur when the rainfall, on condition that the city is subjected to floods denoting the absence of programs dredging of canals and drainage of the whole system. Among the critical points of flooding cataloged by research, are traffic lanes, as is the case of boulevards and streets in the vicinity of the River Bitury, such as the courtyard of the Fair. The discourse of research involves concepts and categories of analysis applied to an urban watershed, and must pervade the understanding of the water cycle, physical factors that characterize a watershed: Land Use, Type, Area, Shape, Slope, Elevation, Slope Course Watermark, Type of drainage Network, drainage density, etc. What is proposed with this project is to map delimiting and measuring the vestments used to analyze an urban watershed hydrology applied to Bitury River Sub-basin, elucidating the network of drainage and flood their fields. To achieve the objectives of this research project, it is necessary to resort to defining a strategic and identify the watershed your physical limit and occupations in the surroundings. Once traditionally obtained through cartographic charts, the limits of a watershed can be traced automatically using GoogleEarth software, allowing a realistic three-dimensional visualization of natural geographical features belonging to the Bitury sub-basin area and the busy urban area . This technique with the aid of theoretical knowledge of geography in particular subfield of hidrogeografia enables interactively define the basin abeam of tracing its watershed, although automatic, has its georeferenced in software called GPS TrackMaker.

Keywords: Urban Watershed, delimitation, GoogleEarth.