Coordenador do NEPE, PIBID de Geografia -FBJ, CoordenadorMestre e Doutor (Phd) em Geografia - UFPE

Minha foto

Doutor em Geografia (stricto sensu) - Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2012); Mestre em Gestão e Politicas Ambientais (stricto sensu) - UFPE (2009); Especialista em Ensino Superior de Geografia (lato Sensu) - Universidade de Pernambuco - UPE (1998); Licenciatura Plena em Geografia - Centro de Ensino Superior de Arcoverde - CESA (1985);   Coordenador do PIBID - Geografia Professor; Orientador de Trabalhos de Conclusão de Curso - TCC, na Graduação e Pós-Graduação (Latu Sensu).

sábado, 8 de outubro de 2016

Massas de ar que atuam no Brasil





CONSTRUÇÃO DE MAQUETE PARA REPRESENTAÇÃO CARTOGRÁFICA DAS MASSAS DE AR QUE ATUAM NO BRASIL . 



II ENCONTRO INSTITUCIONAL ACADEMICO-CIENTÍFICO DO Pibid/FBJ

Jucimara Maria Guimarães1*, Fernando Luiz Pereira 2*, Dr. Natalicio Rodrigues de Melo3 , Valdisia da Silva Leite Lima 4.Estudantes do Curso de Geografia Departamento de Geografia da Faculdade do Belo Jardim-FBJ; 


Trabalho foi premiado:
 II Simpósio Estadual de Ensino Superior de Ensino Pesquisa e Extensão da FBJ - 
III Encontro Institucional Acadêmico-Cientifico do PIBID/FBJ  e
 II Encontro Institucional da Proupe/FBJ.


Passos do Projeto:

1.Aula teórica em sala de aula;
2. Montagem da maquete (exposto aqui passo a passo);
3. Construção do mapa do Brasil;
4. Comparação de imagens de satélite com mapa representativo das massas de ar;
5. Construção de artigo;

PALAVRAS CHAVES: cartografia. massas de ar, ensino

Segundo Torres & Machado (2012), massas de ar são grandes corpos de ar que se deslocam, influenciando o clima das regiões atingidas por elas. Dependendo de seu local de formação ( continental ou marítima). Possui características específicas relacionadas à presença de água e temperaturas. As massas de ar continental costumam ser secas e com baixa quantidade de umidade. As marítimas se caracterizam, principalmente, pela grande quantidade de umidade (TORRES; MACHDO, 2000). 

Quanto as temperaturas podem ser quentes ou frias. As quentes são aquelas que se formam em regiões equatoriais ou tropicais, e as frias são aquelas que se originam nos polos sul e norte. Existem também as massas de ar secas e úmidas. As primeiras se formam em regiões de baixa ou nenhuma umidade, as úmidas são aquelas que se formam em locais com alta quantidade de umidade como, por exemplo, os oceanos. Em função da grande extensão de seu território, o Brasil sofre a influência de diversas massas de ar (TORRES; MACHADO, 2000). 

Algumas são formadas no próprio território brasileiro, enquanto outras são de fora. Ao todo são cinco massas de ar atuando em território brasileiro, a saber: Massa Equatorial Atlântica (quente e umidade); Massa Equatorial Continental (quente e úmida); Massa Tropical Atlântica (quente e úmida); Massa Tropical Continental (quente e com baixos índices de umidade); Massa Polar Atlântica (fria e úmida).

METODOLOGIA

Quanto a metodologia, optou-se em usar as práticas de ensino presente na ciência cartográficas, entretanto por se tratar de representação em maquete não se levou em conta a escala e nem a a precisão para representar os locais de origem e deslocamento das massas. Quanto a representação das massas quente e fria e continentais e marítimas recorreu-se a uso de espirais que represente a ascensão e mergulhos das massas de ar. Para a atividade foi produzido um mapa de isopor destacando as massas de ar e as suas atuações no território brasileiro, as massas foram confeccionadas em cores diferentes as quais representam as massas quentes na cor vermelha e a massa frias na cor azul. Com a apresentação deste material foram ministradas aulas teóricas tendo como base eixo temático curricular Natureza e Ação Humana dos Parâmetros Curriculares de Geografia Ensino Fundamental e Médio presente nos Parâmetros para Educação Básica do Estado de Pernambuco. 

RESULTADO

A realização do projeto mostrou funcional, permitindo associar a práticas cartográfica e conceitos de massas de ar. O uso da representação cartográfica auxiliou de forma efetiva e eficiente no processo de ensino e aprendizagem na campo da Climatologia, Massas de ar que atuam no Brasil conforme eixo relação Homem e natureza presente na Geografia. Conclui-se que a realização do projeto mostrou funcional, permitindo associar a práticas cartográfica e conceitos de massas de ar. O uso da representação cartográfica auxilia de forma mais eficiente no processo de ensino e aprendizagem conceitual e prática da Geografia 

REFERÊNCIAS

  • GUIMARÃES, Rosiane Correia-UFG/Catalão. ROSA, Odelfa- UFG.Catalão. Ensinando Geografia de Forma Lúdica Atraves do Mapa em Quebra-Cabeça. Caminhos de Geografia.
  • TORRES,F.T.PEREIRA; MACHADO,P.J.O. Introdução à Climatologia. São Paulo. Cengage learning.2000.
  • Parâmetros para Educação Básica do Estado de Pernambuco - parâmetros Curriculares de Geografia - Ensino Fundamental e Médio.2013.

PASSOS DA MONTAGEM DA MAQUETE

                                                Fonte: Fernando Luiz e Jucimara Guimarães(FABEJA_PIBID)

1. Entre em um site de busca e baixe uma mapa mudo do brasil. Amplie em quatro folhas A4 ou maior se assim desejar.  

Imagem e arte: Jucimara Maria Guimarães, 2016.  
2. Cole juntando as páginas e depois recorte o mapa do Brasil.

Imagem e arte: Jucimara Maria Guimarães, 2016. 
3.Cole o mapa recortado sobre folhas de isopor ( nesse exemplo usou-se duas folhas). 

Imagem e arte: Jucimara Maria Guimarães, 2016. 
4.Use uma atlas geográfico para pintar e plotar as informações  que queira inserir.
Imagem e arte: Jucimara Maria Guimarães, 2016. 
5. Nessa fase pode pintar, colar areia, pó de serra, glite, etc. 
Imagem e arte: Jucimara Maria Guimarães, 2016. 
Imagem e arte: Jucimara Maria Guimarães, 2016. 
6.Recorte no isopor as letras que vão representar as massas de ar. 
Imagem e arte: Jucimara Maria Guimarães, 2016. 
7.Construindo a espiral para representar a mPa - massa Polar atlântica (úmida e fria), observe que utilizou-se a cor azul. Esses modelos de espirais podem ser baixados na internet.

Imagem e arte: Jucimara Maria Guimarães, 2016. 

Imagem e arte: Jucimara Maria Guimarães, 2016. 
8. Modelo espiral utilizado para representar as massas de ar  úmida e quente. 
Imagem e arte: Jucimara Maria Guimarães, 2016. 

Imagem e arte: Jucimara Maria Guimarães, 2016. 
9. O mapa quase pronto com as massas de ar identificadas.

Imagem e arte: Jucimara Maria Guimarães, 2016. 
10.O mapa concluindo com todas as massas de ar representadas. Note que foi colocado um palito de churrasco para fixar as letras no mapa que representa as massas de ar. 

Imagem e arte: Jucimara Maria Guimarães, 2016. 
Quadro comparativo das massas de ar com a imagem de satélite GOES. 

obrigado pelo acesso !